O Graal > Linhas de Acção
Linhas de Acção

O Graal procura responder aos desafios que resultam de uma sociedade em processo de globalização em que as diferenças sociais tendem a ser acentuadas.

Para isso, propõe o reforço da intervenção, proporcionando à sociedade portuguesa, e em particular às mulheres, contextos que promovam o seu potencial transformador e o seu sentido de responsabilidade, nos quais está sempre presente a dimensão de sensibilização e conscientização. Também a formação de adultos é transversal na atuação do Graal, recorrendo a princípios metodológicos que estimulem a capacidade de iniciativa e de intervenção na sociedade.

As linhas de acção comum
Uma cultura do cuidado, cuidado por si, pelo próximo e pelo estado do mundo tem sido um conceito chave para dar corpo aos objetivos da associação Graal.

1. Igualdade de Oportunidades entre as Mulheres e os Homens

  •  Promover e apoiar ações tendo em vista a erradicação da pobreza e da violência em relação às mulheres;
  • Promover e apoiar ações que conduzam à tomada de consciência da desigualdade, e à promoção de medidas concretas para a sua erradicação.
  • Sensibilizar homens e mulheres para encontrar soluções para o problema da conciliação entre vida profissional e outras esferas de vida.
2. Sustentabilidade Social e Sustentabilidade do Planeta
  • Promover e participar na reflexão e no debate em torno do modo como vivemos e como nos relacionamos com o tempo, com o trabalho, com a família, com as instituições, com o mundo;
  • Criar espaços de inter-ajuda, de mobilização e de formação de agentes sociais, no quadro de uma cultura do cuidado;
  • Estimular a criação de novos estilos e práticas de vida que contribuam para uma maior harmonia e sustentabilidade da Terra e do Planeta.
3. Educação para o Desenvolvimento e Interdependência Planetária
  • Acentuar o contributo do Graal na Educação para o Desenvolvimento, através de parcerias com entidades afins tendo em vista contribuir para a emergência de uma sociedade ativa;
  • Promover a educação para a cidadania planetária a nível formal e informal
4. Diversidade Religiosa e Cultural
  • Contribuir para o aprofundamento das problemáticas ligadas ao fenómeno religioso e inter-religiosidade, e sua influência nas mudanças sociais e culturais em curso;
  • Divulgar o trabalho teológico realizado por mulheres em Portugal e na Europa e promover debate com as atuais teologias feministas;
  • Promover contextos de debate e reflexão sobre questões da actualidade;
6. Migrações
  • Promover e apoiar ações de qualificação e de empowerment junto de grupos de imigrantes, como resposta a problemas de discriminação de grupos minoritários, contribuindo deste modo para a criação de uma sociedade multi e transcultural;
  • Promover e apoiar contextos em que a voz das mulheres e homens imigrantes se faça ouvir.